A solução da Academia para a polêmica do Oscar

Deu na MarrecoPress:
NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA:

Após a recente polêmica a respeito da ausência de atores negros entre os laureados com o Oscar, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas encontrou uma solução.
Inicialmente, cogitou-se em dividir as categorias, de modo a premiar com a cobiçada estatueta, por exemplo: o melhor ator branco; o melhor ator branco idoso; o melhor ator branco, gay; o melhor ator branco, idoso, gay; o melhor ator negro; o melhor ator gay; o melhor ator gay negro; o melhor ator gay, negro, manco da perna direita; o melhor ator gay, negro, manco da perna esquerda; a melhor atriz; a melhor atriz negra; a melhor atriz negra gay… e assim sucessivamente em todas as categorias, até o infinito e além.
Porém, percebeu-se que, assim como este post, a cerimônia de premiação duraria a noite inteira e se tornaria ainda mais aborrecida do que já é.
Diante deste dilema, chegou-se à uma brilhante solução.
Todos os atores, atrizes, coadjuvantes, roteiristas, diretores, etecétera, levarão para casa o precioso carequinha dourado.
Quer dizer: todos, menos os apoiadores de Trump.
Afinal, até a tolerância do politicamente correto tem limites.

oscar

 

OS GOLFINHOS DO ATLANTA AQUARIUM

golfinhos

Por eu mesmo:

GOLFINHOS são cetáceos da família Delphinidae. Existem 37 espécies de golfinhos conhecidas, das quais a Delphinus delphus é a mais comum.

Golfinhos são poderosos nadadores e saltadores; eles são capazes de nadar a uma velocidade de até 40 km/h e podem mergulhar a grandes profundidades.

Porém, uma das características mais impressionantes destes simpáticos mamíferos aquáticos é a sua proverbial inteligência. Golfinhos são capazes de aprender e executar inúmeras tarefas, algumas de grande complexidade. Os golfinhos do Atlanta Aquarium são treinados para realizar shows que encantam visitantes do mundo todo.

Porém, a grande prova da inteligência dos golfinhos não está nos truques e malabarismos que eles executam em suas apresentações; não, senhoras e senhores: saltar, nadar, abanar a cauda e balançar a cabeça não é nada diante do assombroso feito realizado pelos golfinhos.

A maior demonstração do seu elevado intelecto é a sua capacidade de treinar os humanos a lhes darem comida após cada truque realizado.

Não é qualquer um que adestra seres humanos.

O DOENTE

Minha homenagem à tribo de doentes mais saudáveis do planeta:

 

nias1

– Doutor, o caso é grave?

 

– Não sei. O que aconteceu?

 

– Ele estava trabalhando e, de repente, surtou!

 

– Surtou?

 

– É, doutor. Ele estava atendendo um cliente e, do nada, gritou “UHUUUUUUUUUU!”, subiu em cima da mesa e ficou ali, os braços esticados, se balançando todo e gritando: “Eu sou o Carlos Leite! Eu sou o Carlos Leite!”. Que raio de doença é essa? E quem será esse tal de Carlos Leite, doutor?

 

O médico abanou a cabeça. Está acontecendo de novo, pensou.

 

– Kelly Slater.

 

– Perdão, doutor?

 

– Não é Carlos Leite, é Kelly Slater. Ele dizia que era o Kelly Slater.

 

– Kelly quem?

 

O doutor olhou espantado para o sujeito. Então existe alguém neste mundão de meu Deus, velho e sem porteira, que não sabe quem é KS? Preferiu não comentar. Examinou com atenção o estranho paciente. Olhos: vidrados, distantes; mãos: trêmulas, nervosas. De vez em quando, balbuciava palavras desconexas: Grajagan, Chicama, Trestles… O diagnóstico era claro, e o doutor acertou na bucha:

 

– Isso é Delirium Surfens.

 

– ??????

 

– Síndrome de abstinência.

 

– Síndrome de abstinência?

 

– É.

 

– Mas abstinência de quê, doutor?

 

– De onda.

 

– De onda?

 

– Isso.

 

– Como assim, doutor?

 

– Você nunca reparou?

 

– Reparou em quê, meu Deus?

 

– Nos ombros largos, no andar balançado, na pele sempre tostada de sol, no eterno bom humor, no sorriso permanente e na felicidade no olhar do rapaz?

 

– Hum, não, nunca reparei.

 

O médico deu um profundo suspiro. Esse sujeito deve ser realmente muito infeliz. O diagnóstico:

 

– Esse pobre coitado é viciado em surfe.

 

– Viciado em surfe?

 

– Exatamente.

 

– E isso é grave?

 

– Imagina. Esse cara é até bem saudável.

 

– Mas e essa negócio de subir nas mesas e achar que é o Carlos Leite?

 

– Kelly Slater.

 

– Isso, Quélislaiteir. Isso não é perigoso? Contagioso?

 

– Não se preocupe. O paciente é inofensivo. Essas crises são muito comuns nessa época do ano. É que no verão não tem onda…

 

– E qual é o remédio, doutor?

 

– Hoje à noite, um bom filme de surfe, para acalmá-lo um pouco. E amanhã…

 

– Amanhã…

 

– Amanhã você o despacha para uma semana em Itacaré, e ele voltará novinho em folha.

 

– Só isso?

 

– Só isso.

 

– Okêi, doutor. Muito obrigado pela ajuda.

 

– Às ordens.

 

O homem já ia saindo, aliviado. De repente, lembrou-se de um detalhe, virou-se para o médico e perguntou:

 

– Doutor, e esse negócio aí, de ser viciado em surfe, tem cura?

 

O médico abriu um largo sorriso e exclamou:

 

– Graças a Deus, não!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Presentes que o Papa odiaria receber

Publicado no BuzzFeed:

1. Um Minion.

Um Minion.

2. Um pau de selfie.Um pau de selfie.

3. Um pacote de meias.

Um pacote de meias.

4. Um Dolly, com toda emoção.

Um Dolly, com toda emoção.

5. “Es una cantante brasileña muy buena! Se llama Claudia Leitte.”

"Es una cantante brasileña muy buena! Se llama Claudia Leitte."

6. Um best-seller démodé.

Um best-seller démodé.

7. “O senhor tem um minutinho pra falar sobre o cartão C&A, senhor?”

"O senhor tem um minutinho pra falar sobre o cartão C&A, senhor?"

8. Merchandise do Romero Britto.

Merchandise do Romero Britto.

9. Um pote de whey.

Um pote de whey.

10. Uma marmita gourmet.

Uma marmita gourmet.

19 provas de que o brasileiro não desiste nunca

Para ler pensando naquela musiquinha: “eeeeeeu… sou brasileirooooooo….. com muito orgulhooooooo….”

1. Não é uma detenção que faz o brasileiro desistir de seus objetivos.

enhanced-1206-1434639871-4

2. Nem uma mera enchente que faz o brasileiro desistir de um churras.

enhanced-13800-1434634756-1

3. O brasileiro, meu amigo, nunca desiste de empreender.

enhanced-13800-1434634756-1

4. Nem de acreditar nos outros brasileiros.

enhanced-buzz-27112-1434636850-5

5. O brasileiro não desiste de dar ótimos conselhos.

edit-30880-1434640901-13

6. Nem de desenhar a Turma da Mônica.

enhanced-27893-1434639293-21

Uma hora sai.

enhanced-31539-1434641157-15

7. O brasileiro nunca desiste de protestar por boas causas.

enhanced-23636-1434642830-2

8. O brasileiro não desiste de atingir seus objetivos, mesmo que esteja procurando no lugar errado.

enhanced-3311-1434643853-1

9. O brasileiro nunca desiste de desfrutar das tecnologias mais recentes.

enhanced-26297-1434637597-5

10. Nem de enxergar personagens de seus jogos favoritos onde mais lhe convém.

enhanced-23058-1434642256-1

11. O brasileiro não desiste nunca de dar sua opinião, mesmo que o lugar não seja apropriado.

enhanced-15708-1434642380-24

12. Nem de debater as notícias.

enhanced-15361-1434642436-1

13. O brasileiro não desiste nunca de fazer bons negócios.

enhanced-24448-1434635417-4

14. Nem de fazer amigos.

enhanced-6006-1434642494-8

15. O brasileiro não desiste de uma boa piada.

edit-4529-1434642530-2

16. Ou de um bom cambalacho.

enhanced-26111-1434642628-9

17. O brasileiro não desiste nunca de expressar seu amor pelo que é importante.

enhanced-buzz-3139-1434636901-9

18. Resumidamente, o brasileiro nunca desiste de lutar.

enhanced-6807-1434642746-2

19. E de continuar errando.

enhanced-19559-1434639116-1